Buscar
  • Lilian Duarte Ferro

Cidadania italiana via judicial: como funciona e vantagens do processo

A cidadania italiana via judicial é uma alternativa mais prática que a administrativa e mais ágil que enfrentar as filas dos consulados italianos no Brasil.


Com filas de espera e prazos que passam de 10 anos, fazer o reconhecimento da cidadania italiana através dos consulados da Itália no Brasil tem sido cada vez menos vantajoso. Além disso, a pandemia impôs uma mudança significativa no fluxo dos processos administrativos.


Nesse cenário, a cidadania italiana via judicial se mostra uma opção ágil e mais acessível para os ítalo-descendentes. Nesse texto vou abordar:


  • o que é a cidadania italiana via judicial

  • quem pode recorrer a este formato

  • como funciona seu passo a passo

  • informações complementares sobre prazos e documentos necessários para o processo.


Se interessou? Continue a leitura!

O que é a cidadania italiana via judicial?

Na Itália, a legislação que define quem tem direito à cidadania italiana segue o princípio do "direito de sangue", previsto na Constituição Italiana. Ou seja, se a pessoa é descendente de italianos tem direito de fazer o reconhecimento à cidadania, sem limite de gerações.


Esse consentimento é assegurado pela Constituição Italiana de 1947. Além disso, nos anos de 1990 e 1994 foram adicionados 2 artigos que facilitam o acesso ao reconhecimento dos ítalo-descendentes.


Os artigos 2 e 4 da Constituição preveem que o prazo para a conclusão do processo de cidadania italiana deve ser de, no máximo, 730 dias a partir da data do pedido de protocolo.


No entanto, a realidade com a qual nos deparamos nos consulados italianos de SP, PR, RS e DF é muito diferente. As filas são tão grandes que os prazos podem passar dos 10 anos. O que, de acordo com a lei italiana, é ilegal.


Portanto, o formato da cidadania italiana via judicial é uma ferramenta que a lei oferece para você garantir o seu direito constitucional.


Quem pode recorrer à cidadania italiana via judicial?

Primeiramente, é preciso ter certeza de que você tem direito à cidadania italiana. Afinal, podem recorrer judicialmente todos os maiores de idade que consigam comprovar legalmente sua descendência italiana.


Se esse ponto ainda é uma dúvida para você, recomendo a leitura deste artigo aqui. Nele explico com detalhes como funciona o direito de sangue e as exceções que podem impedir o seu reconhecimento.


Se esse não é o seu caso, continue a leitura!


Como funciona a cidadania italiana via judicial?

Com a Simonato, o processo de cidadania italiana via judicial funciona da seguinte forma:


1. Reunimos e fazemos análise dos documentos, cuidamos das retificações e emissão das novas certidões, além das traduções e apostilamentos.

Esses passos são cruciais para o sucesso do processo. Por isso dedicamos muita atenção e cuidado para que tudo chegue sem nenhum defeito no Tribunal de Roma.


Com os documentos em mãos, você pode dar a entrada no consulado. É importante entender que, para fazer a sua cidadania via judicial, você precisa estar na fila do consulado.


2. Damos entrada no consulado responsável pela sua cidade aqui no Brasil

Com a inscrição na fila do consulado conseguimos provar que a sua espera será superior ao tempo de 730 dias. O que proporciona a você a oportunidade de ingressar com o pedido pelo Tribunal de Roma.


3. Na Itália, nossos advogados entram com a ação judicial no Tribunal de Roma.


4. Uma vez que a sentença é dada, as certidões são transcritas no Comune.


5. Com as certidões em mãos, é a hora de realizar a inscrição no AIRE e solicitar seu passaporte Italiano.



Cidadania italiana via administrativa ou via judicial?

Muitos clientes ainda têm dúvidas sobre os formatos de reconhecimento da cidadania italiana. Simplificando: quando falamos em cidadania italiana via administrativa, estamos falando do formato em que o requerente vai para a Itália e faz seu processo todo por lá, obtendo a cidadania italiana ao final de um prazo que pode variar entre 3 e 6 meses.


Já no processo de cidadania via judicial, o requerente não precisa ir para a Itália e é representado pelos advogados. A partir do momento em que a pasta de documentos do seu caso é protocolada em Roma, começa a contar o prazo de até 24 meses para a conclusão.


“Nossa Lilian, mas leva dois anos mesmo?”. Num geral podemos dizer que os processo estão sendo concluídos com uma duração média de 18 meses. E, por incrível que pareça, o tribunal tem trabalhado de maneira bem competente durante a pandemia.



Confira nossos vídeos sobre a cidadania italiana via judicial

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre a cidadania italiana via judicial? Preparamos uma playlist completa com todos vídeos do nosso canal no YouTube.


Na playlist você vai encontrar:

Como a Cidadania Italiana Simonato pode te ajudar?

A Cidadania Italiana Simonato está há mais de 5 anos no mercado e durante este período já ajudou várias pessoas a realizarem o sonho do reconhecimento da cidadania italiana.


A nossa equipe conta com profissionais experientes, com base no Brasil e na Itália, prontos para oferecer a assistência completa em todos os passos do processo judicial e administrativo.


Além disso, oferecemos condições de pagamento facilitadas. Você pode optar por dar uma entrada e parcelar o restante do valor em 24 boletos bancários, sem juros. Ou, se preferir, pode parcelar o processo todo em 10 vezes no boleto.


Nossos orçamentos são personalizados e incluem todos os gastos esperados com o processo. Ou seja, você não paga nem um real além do combinado!


Quer dar início ao seu processo de cidadania italiana via judicial? Clique aqui, e fale comigo por WhatsApp.





32 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp-logo-1.png